Total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Parte Quarenta e Dois: Não existe coincidência, Existe O Inevitável



FLASHBACK FELIPE

INT.Caminhão-Dia

Felipe começa a despertar, ele leva sua mão ate a cabeça que esta com um corte, ele olha pelo retrovisor lateral e vê o carro que ele bateu com a porta aberta e a alguns metrôs o corpo de um homem sendo devorado por alguns zumbis.

Felipe
Droga!

Ele abre a porta do caminhão e desce ainda meio atordoado e corre para o lado oposto aos dos zumbis, ele sente uma mão tocar a sua perna ele se assusta e cai no chão, de debaixo de um carro uma mulher se arrasta.

Juliana
Calma eu não sou uma dessas coisas.

Felipe
O que você esta fazendo aqui?

Juliana
Você bateu no carro que eu e meu marido estávamos.

Felipe
Eu sinto muito!

Felipe levanta e se prepara pra ir embora.

Juliana
Espera!

Felipe
Que foi?

Juliana
Por favor, não me deixe aqui sozinha.

Felipe
Você consegue andar?

Juliana
Sim!

Felipe
Então se levanta e vamos!

Juliana estende sua mão na direção de Felipe pra que ele a ajude a se levantar, mas ele ignora e ela se levanta sozinha.

Juliana
Pra onde você esta indo?

Felipe
Pra qualquer lugar que essas coisas não estejam.

Juliana
Eles estão em toda parte.

Eles caminham cuidadosamente.

Felipe
É melhor você ter cuidado, se uma dessas coisas te pegar nem adianta pedir ajuda.

Juliana
Cada um por si não é?

Felipe
Sim!

Juliana
Eu e meu marido estávamos indo para o centro de refugiados...Talvez agente devesse ir pra lá.

Felipe
Tem algum por aqui?

Juliana
Honestamente eu não sei, sou nova nessa cidade.

Felipe
Então do que adianta agente querer ir pra um centro de refugiados.

Eles escutam os gemidos dos zumbis.

Juliana
Eles estão por aqui.

Felipe corre ate um carro que esta com uma das portas abertas e entra, ele fecha a porta Juliana tenta abrir a porta dos passageiros mais não consegui, ela bate no vidro enquanto olha desesperada para os lados.

Juliana
Abre!
INT.Carro-Dia

Felipe nota que a porta esta trancada e destranca a porta.

Juliana
Por que você demorou tanto?

Felipe
Minha vida é mais importante que a sua, eu estou preocupado comigo.

Juliana
Bom saber!

Pela janela eles vêem um homem correndo pela rua cerca de 10 zumbis estão correndo atrás dele, o homem parece esta cansado, um dos zumbis morde o braço do homem que consegui se livrar do zumbi e continua correndo.

Juliana
Ele não vai conseguir!

Felipe
Já notei!

Juliana
Pobre homem!

O homem começa a parar de correr ele se ajoelha no chão e começa a chorar e murmurar algumas palavras que eles não conseguem ouvir, não demora pra que os mortos se amontoem em cima dele e comecem a devorar o corpo do homem, que grita a cada mordida que recebe.

Juliana tapa os ouvidos, Felipe passa a mão na cabeça como se estivesse lembrando de algo.

Juliana
Eu não quero acabar desse jeito.

Felipe permanece em silencio, ele parece esta em estado de choque.

Juliana
Você esta bem?

Ela coloca sua mão sobre o ombro de Felipe que ao sentir, faz um movimento retirando a mão dela.

Felipe
Tira a mão de mim!
Juliana
Me desculpa!

Felipe
E fique quieta pra que aquelas coisas não descubram que nós estamos aqui.

Juliana
Claro!

Felipe
Parece que o barulho os atrai.

Juliana
Isso explica por que parece que eles sempre sabem onde nós estamos, achava que era por causa do cheiro.

Felipe
Vai ver é isso também!

INT.Carro-Noite

Juliana esta dormindo, Felipe está cochilando, mas acorda assustado ao ouvir um tiro.

Felipe
Acorda!

Felipe sacode Juliana, que acorda.

Juliana
O que foi?

Felipe
Acho que ouvi um tiro!

Juliana
Talvez seja o exercito!

Felipe
Espero que não!

Eles prestam atenção e escutam mais um disparo.

Juliana
Esta perto!

Felipe
Talvez essa seja nossa melhor chance!
Juliana
E talvez esses tiros atraiam essas coisas direto na nossa direção.

Felipe
Essa pessoa tem uma arma, é o que nós precisamos no momento.

Juliana
Eu não sei se isso é uma boa idéia!

Felipe
Faça o que você achar melhor!

Felipe abre a porta do carro e sai.

Ela olha pra trás e vê Felipe correndo.

Juliana
Droga!

Ela abre a porta do carro e sai.

EXT.Rua-Noite

Ela começa a correr atrás de Felipe.

Juliana
Espera!

Felipe
Para de Gritar!

Felipe para e encosta-se numa parede, Juliana para ao lado dele.

Juliana
Obrigada por esperar.

Felipe
Não parei pra te esperar.

Felipe esta ofegante.

Juliana
O que esta esperando então?

Felipe
O homem esta ali!

Juliana olha e vê um homem caminhando com duas pistolas na mão.

Juliana
Vamos falar com ele?

Felipe
Na verdade eu estou um pouco preocupado de fazer isso.

Juliana
Por quê?

Felipe
Olha pra ele que espécie de maluco anda tranqüilamente pela rua atirando em zumbis que a maioria das pessoas estão fugindo.

Juliana
Ele só é corajoso!

Felipe
Esta mais pra louco!

Juliana
Vamos lá!

Felipe
Droga!

Eles caminham na direção do homem.

Juliana
Olá!

O homem se vira e aponta a arma na direção de Juliana.

Felipe
Eu disse que não era uma boa idéia!

Juliana
Nós não estamos infectados!

O homem da mais um passo a frente.

Felipe
Droga!

O Homem dispara na direção de Juliana.

Copyright2011

Bem, hoje não é dia de atualizar o Blog, mas estou fazendo isso por causa do caminho que eu vou utilizar pra terminar de contar a historia de uma forma digna e o mais bem explicada possivel, e vou começar no capitulo de sabado e continuara nos sabados seguintes, se não entenderam acho que quando lerem vão entender.

Respondendo aos comentarios: O.S. É QUANDO UM PERSONAGEM ESTA POR PERTO, MAS NÃO ESTA VISIVEL NO MOMENTO, off é quando se escuta a voz dele mais ele não esta por perto como por exemplo uma gravação com a voz do personagem, o quando uma atendente diz que a chamada não pode ser completada.
Varios zumbis mortos ao mesmo tempo? se eles acharem explosivos no meio do caminho pode ate ser, cientista com certeza vai rolar, cientista louco pouco provavel.

Att,
Miguel Dante

7 comentários:

  1. fico bem legal miguel sua historia esta ficando cada vez melhor, mas oque eu estou mesmo ansioso para saber é quem é a Letícia e qual e a historia dela fico ansioso pelo próximo capitulo

    ResponderExcluir
  2. Muito bom =o, to até curioso pra saber oq vai acontecer, escreve logo essa coisa... "brinks"

    Bom trabalho =D

    ResponderExcluir
  3. morrraaaaaa Felipeeeee!!!!! >[

    "terminar de contar a história", poxa eu quero saber o que acontece, mas não quero que a história acabe (paradoxal isso)....

    continue firme e forte com o ótimo trabalho!!!

    aguardando pela próxima parte...

    abraços

    ResponderExcluir
  4. LOL morrer ele nao vai afinal eh flashback

    e nas historias de apocalipse zumbi sempre tem o bobão q nunca faz nada e consegue sobreviver por mta sorte ou por via de mtas perdas q fazem ele ficar com trauma psicologico intenso!


    PS: estou louco de curiosidade pra ver como sera esse cientista xD

    ResponderExcluir
  5. Mais uma dica de escrita:
    "Ele consegui" errado
    "Ele CONSEGUE" certo

    "Consegui" seria usado se fosse falado em 1ª pessoa como:
    "Eu consegui fazer algo..."

    Só comento estas coisas pois como é uma boa história e um dia pode se tornar uma HQ, estes erros deveriam ser corrigidos.
    Valeu @Dantes, a história está muito envolvente.

    ResponderExcluir